Voto consciente para mudar o Brasil

Voto consciente
Fátima Vilanova

O grande desafio do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), dos demais órgãos de controle e de toda a sociedade nas eleições é a fiscalização dos candidatos de grande poder econômico, para que se evitem a compra e a venda de votos, prática disseminada no Brasil, especialmente nas camadas mais pobres da população.

Muitos se elegem no País mediante o expediente criminoso da compra de votos, valendo-se de pessoas inescrupulosas, que passam por líderes comunitários, e a cada eleição auferem elevadas somas às custas dos desprovidos de tudo das periferias das cidades.

Esses falsos líderes posam de benfeitores dos moradores do bairro, recebem dinheiro dos candidatos e vendem os votos dos eleitores, obrigando-os a preencherem listas com nome e números da zona e seção eleitoral como garantia do negócio fechado, em troca de pequenos favores. Eles usam do expediente a cada eleição, sendo conhecidos de partidos e candidatos.

É chegada a hora de moradores conscientes denunciarem essas falsas lideranças, realizando-se um trabalho sério de investigação por parte das autoridades para a constatação da prática delituosa e punição exemplar. Enquanto isso não acontecer, teremos uma democracia de faz-de-conta, com representantes sem legitimidade, nem compromisso com os problemas a resolver.

A compra de votos anda de mãos dadas com a corrupção, pois o dinheiro pago aos cabos eleitorais provém dela, de licitações fraudulentas, e de toda sorte de desvios, que abastecem o caixa dois das campanhas políticas.

Essa realidade precisa mudar. Não podemos mais conviver com o cinismo de achar que o problema da compra e venda de votos não tem jeito. A Justiça tem que alcançar os criminosos que se utilizam desse expediente para chegar ao poder.

O voto consciente, livre e limpo constitui uma poderosa arma para fazer avançar o País. O Tribunal Superior Eleitoral vem fazendo uma campanha esclarecedora neste sentido, que merece o aplauso de todos. Mas é preciso fazer mais e urgentemente.

Artigo publicado no jornal O Povo, em 21/09/2012.

Anúncios

Sobre Fátima Vilanova

Engenheira de Pesca, Doutora em Sociologia, ex-ouvidora da Universidade Estadual do Ceará (UECE), debatedora e comentarista de rádio e articulista de jornais. Palestrante sobre os seguintes temas: ouvidoria, gestão pública, política e cidadania
Esta entrada foi publicada em política com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s